O número de fumadores diários e mortos devido ao consumo de tabaco aumentaram no mundo desde 1990, apesar dos progressos registados na maior parte dos países desde então, alertaram hoje investigadores.

 

 

Depressão agrava panorama das doenças crónicas. No âmbito do Dia Mundial da Saúde que se assinala a 07 de abril, cujo tema é a depressão, Francisco Araújo, da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI), alerta que Portugal é um dos países da Europa com maior incidência desta condição, agravada nos últimos anos pela crise económica. O especialista sublinha ainda que a depressão é frequentemente desvalorizada por médicos e doentes e que a depressão tem um papel relevante noutras doenças sistémicas. O profissional de saúde destaca ainda que as mulheres são mais propensas a este problema do que os homens.

 

Pedro Ramos reuniu-se, hoje, em Lisboa, com um conjunto de entidades ligadas ao Serviço Nacional de Saúde. Entre esses encontros, o secretário regional destacou o resultado alcançado com o ministro Adalberto Campos Fernandes, na sequência do que já havia afirmado António Costa, diz Pedro Ramos. Vai ser “consolidada uma nova forma de acompanhamento, na construção do novo hospital, entre o Serviço Nacional de Saúde e o Serviço Regional de Saúde, com a criação de uma comissão, que será consolidada e ficará bem caracterizada na primeira quinzena de Maio, numa mega reunião, organizada na Região, entre o ministério da Saúde, o Serviço Regional de Saúde, englobando as várias secretarias, que têm de fazer a sua parte”.

Madeira tem nível de cuidados de saúde semelhante ao nacional

 

O Cancro da próstata continua a ter maior prevalência do que o cancro da mama na mulher. Os números na Região estão em linha de conta com os dados nacionais.

 

Equipa de cientistas alerta que os números podem ser maiores, uma vez que há condicionantes que não permitem diagnosticar todos os bebés nascidos com problemas relacionados com o vírus Zika.

 

 

Novos serviços para o cidadão vão estar em debate no Portugal e Health Summit, que começa nesta terça-feira, em Lisboa.

 

Facilitar a vida ao cidadão, disponibilizando cada vez mais informações e serviços online. Este é o caminho que o Serviço Nacional de Saúde quer seguir, diz o presidente dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS). Henrique Martins explica que os próximos passos serão no sentido de criar um boletim de vacinas electrónico e de permitir que as credenciais dos exames e análises possam também ser digitais.

 

O enfermeiro José Marques, vice-presidente da Associação de Dadores de Sangue da RAM, acompanhado da médica e também sócia-fundadora Joana Lucas.

 

A Associação de Dadores de Sangue da Região Autónoma da Madeira (ADS-RAM) comemorou ontem um ano de existência. O vice-presidente, o enfermeiro José

Marques, falou ao DIÁRIO sobre a actualidade da associação e sobre a temática da dádiva de sangue na Região.

 

Mais de 500 estudantes do secundário na Madeira viajaram ontem para o sul de Espanha

 

Centenas de alunos participaram ontem nas iniciativas da UCAD antes de partirem para Punta Umbría.

A Associação para o Planeamento da Família-Madeira (APD-Madeira) foi distinguida com uma bolsa no âmbito da Edição de 2016 do Programa Gilead GÉNESE, para o desenvolvimento do ‘100 Riscos’, um projeto que visa intervir no VIH/SIDA na Região Autónoma da Madeira, aumentando o nível de saúde da população e prevenindo comportamentos de risco.

Cobertura vacinal é «muito segura e confortável» na RAM; risco de doença é muito reduzido

O risco de propagação de sarampo é muito reduzido. A cobertura vacinal passa dos 95%.

 

A cobertura vacinal relativa ao sarampo é, na Região, «muito segura e confortável». A garantia foi dada ao JM por Ana Clara Silva, vice-presidente do IASAÚDE, que divulgou que a cobertura está «acima dos 95 por cento», conforme foi confirmado no âmbito da avaliação semestral (em junho e em dezembro) que é feita ao Plano Nacional de Saúde, sendo que esta percentagem foi obtida na avaliação mais recente.

 

Recorde-se que surgiram dois casos de sarampo em Portugal, um importado da Venezuela e outro de uma criança de 11 meses As crianças entre os dois e os 14 anos estão praticamente todas vacinadas. que não tem a idade para ser vacinada».

 

Quanto à realidade regional, «nós temos a noção exatamente de quais são as melhores cortes de nascimentos (grupos por idades), nomeadamente os meninos com dois anos, sete e 14 anos anos, que melhor ilustram este cenário de segurança». Isso porque, «como a Região tem uma cobertura acima dos 95 por cento, pode-se falar numa taxa com uma imunidade de grupos elevada». O que também significa que «o risco de haver casos isolados de sarampo é muito baixa». Na Madeira, houve apenas um caso de sarampo, mas foi importado de uma turista alemã que não estava vacinada e que desenvolveu os sintomas enquanto estava na ilha, recordou.

 

Ana Clara Silva referiu ainda que, se a cobertura vacinal for avaliada pelo esquema recomendado pelas idades ideais para a vacina tripla (sarampo, papeira e rubéola), a percentagem já oscila entre os 97 e os 99% de cobertura na RAM.

 

A responsável lembrou ainda que Portugal voltou a receber o certificado pelo cumprimento do plano nacional para a erradicação do sarampo.

 

Paula Abreu

 

In “Jornal da Madeira”