O COSI - Childhood Obesity Surveillance Initiative é um sistema de vigilância nutricional infantil na europa coordenada pela Organização Mundial de Saúde.

A obesidade infantil é um importante problema de saúde pública e um dos eixos prioritários do Plano Nacional de Saúde – extensão a 2020 constatando e reforçando a importância de mecanismos de vigilância nutricional infantil, tornando-se por isso fundamental uma avaliação detalhada e compreensiva da magnitude deste problema de saúde sendo possível, assim, estimular uma adequada e mais ajustada resposta política.

Ao nível internacional um dos mais importantes planos de ação adotado por todos os ministros e delegados dos países da Região Europeia foi a Carta Europeia da Luta contra a obesidade assinada em 2006 na Conferência Interministerial da Organização Mundial da Saúde (OMS) e em 2013, a necessidade combater a obesidade infantil, foi mais uma vez reforçada na Declaração de Viena em Nutrição e Doenças não transmissíveis no contexto Saúde 2020 que por sua vez foi adotada na 63ª sessão do Comité Regional da OMS Europa. Como consequência a esta recomendação, em 2007 a OMS lançou uma iniciativa a pedido dos Estados-Membros da Região Europeia com a intenção de implementar um sistema de vigilância da obesidade infantil e, Portugal foi um dos 13 países que aderiram a esta iniciativa. O COSI (Childhood Obesity Surveillance Initiative)/ World Health Organization Regional Office for Europe  constitui assim o primeiro Sistema Europeu de Vigilância Nutricional Infantil.

O principal objetivo do COSI é criar uma rede sistemática de recolha, análise, interpretação e divulgação de informação descritiva sobre as características do estado nutricional infantil de crianças dos 6 aos 8 anos, que se traduz num sistema de vigilância que produz dados comparáveis entre países da Europa e que permite a monitorização da obesidade infantil a cada 2-3 anos.

A implementação de um sistema de vigilância simples, padronizado, harmonizado e sustentável constitui uma medida importante para corrigir a lacuna que existe na obtenção de informação sobre o estado nutricional e avaliação e monitorização da prevalência de obesidade em crianças, permitindo também identificar grupos em risco. É necessário um sistema de monitorização que abranja faixas etárias semelhantes com métodos padronizados de vigilância e pesquisa.

Em Portugal o estudo denomina-se COSI Portugal e constitui por excelência o estudo que providência os dados de prevalência de baixo peso, excesso de peso e obesidade de crianças portuguesas dos 6 aos 8 anos.

O COSI – Portugal é coordenado cientificamente e conduzido pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) em articulação com a Direção-Geral da Saúde (DGS) e implementado a nível Regional pelas Administrações Regionais de Saúde (ARS) de Lisboa Vale do Tejo, Alentejo, Algarve, Centro e Norte e ainda pelo Instituto de Administração da Saúde e Assuntos Sociais, IP-RAM da Madeira e a Direção Regionais de Saúde (DRS) dos Açores.

http://whocosi.org